21 de abril

¿15H00?
Chapitô projeto Mala Mágica
workshop de capoeira .:. sala Manoel de Oliveira
capacidade 15 pessoas mediante inscrição

O projeto Animação em Ação/ Mala Mágica foi concebido no contexto do trabalho artístico desenvolvido pela Equipa de Animação do Chapitô junto de jovens que cumprem medidas tutelares educativas, promovendo, através das artes, a sua inclusão social. Neste workshop os jovens serão os animadores e apresentarão o fantástico mundo da Capoeira a todos os que quiserem participar, mediante inscrição.

¿15H30?
Pela mão de Alice
filme de Raquel Freire 100’.:. sala 3
presença da realizadora na sessão

O documentário “Pela mão de Alice” segue as andanças académicas e sociopolíticas de Boaventura Sousa Santos no decurso do projeto de investigação ALICE: Espelhos Estranhos, Lições Imprevistas. A ideia de que a imaginação política europeia precisa de se reinventar a partir das experiências sociais e políticas do mundo surge ali pautada por múltiplos encontros, viagens e lugares de partida que nos dão acesso às visitações que movem Boaventura ao encontro das Epistemologias do Sul.

¿16H30?
Como a tecnologia pode ajudar a combater a violência e a reforçar a democracia
workshop por Ana Neves .:. sala 2

Venha descobrir ferramentas digitais que, um pouco por todo o mundo, são usadas em prol da defesa dos Direitos Humanos e da participação dos cidadãos na vida democrática.

¿17H30?
Que papel para as comunidades ciganas?
co-organização é apenas fumaça .:. sala 2

É uma das comunidades mais ostracizadas em Portugal e em que o preconceito continua a dar cartas. O que falha? É possível mudar de paradigma? Como é que a própria comunidade vê a questão? Vamos também reflectir sobre as problemáticas inerentes à condição feminina nas comunidades ciganas e sobre o papel da mulher cigana enquanto veículo de mudança.

¿18H30?
Sessão racismo e imigração
6 filmes aprox. 63’ .:. sala 3

4242 de Sara Eustáquio Inspirado numa história verídica “4242” é uma interpretação cinematográfica de um poema escrito por uma adolescente que deixa a sua pátria, família e amigos para viver noutro país algures na Europa.

Refugee poetry de Dave Lojek Zeravan Khalil, poeta e ator curdo iraquiano, viaja por um desfiladeiro Alpino depois de fugir da guerra e do genocídio. Ao recordar-se do abominável, escreve o poema intitulado “You drive me mad” em curmânji.

AnorMal de Luis Galán O que nos preocupa hoje? O que nos preocuparia se fossemos uma criança sem sapatos nas ruas de Saint Louis? AnorMal é uma amostra de viagem à pobreza, através das luzes e dos sons que nos permite sentir um pouco da realidade tão diferente da nossa.

Remember everything, to not forget anyone de Enrico Chiarugi Um homem percorre Lampedusa, uma ilha italiana no meio do Mediterrâneo. Recita os nomes das vítimas de 3 de Outubro de 2013, quando mais de 500 emigrantes morreram tentando chegar à Europa.

Misafir A Guest de Mariam El Marakeshy Este documentário foca-se na história de três adolecentes refugiados de países em guerra (Palestina, Síria e Afeganistão) que fugiram à procura de uma vida melhor em Istambul. O filme destaca os seus passados, como se adaptaram à vida naquela cidade multicultural e como a mesma os acolheu como “convidados” e não como “refugiados”.

We are all rejected de Anoush Masoudi (com a presença do realizador na sessão) Num escritório, um homem analisa pedidos de acolhimento de emigrantes.

¿19H00?
A cidade invisível
conversa por António Brito Guterres .:. sala 2

Lisboa para além dos lugares comuns e da cidade que está na moda. Que (outra) cidade (periférica) é esta que esconde outras realidades e que foi construída, ao longo dos tempos, por vagas de migrações? De que forma as políticas públicas (não) têm contribuído para combater a segregação social? Uma apresentação para conhecer a Lisboa desconhecida que fervilha humana e culturalmente.

¿21H30?
Ouvir com outros olhos
Nuno Meneses e Gabriela Almeida
(Whale’s mouth)/imagens UNHCR
performance vídeo musical .:. sala Manoel de Oliveira

¿22H00?
Tell them we are rising
filme de Stanley Nelson
no âmbito do American Film Showcase
documentário 1h25’ .:. sala Manoel de Oliveira

A história dos colégios e universidades negras na América começou antes do final da escravatura e desenvolveu-se no século XX, influenciando profundamente o curso da nação por mais de 150 anos. Uma história que apesar de rica, se mantém ainda desconhecida de muitos.

¿todos
os dias
do festival?
Libertador dispensado
Exposição .:. Nuno Bettencourt e Ruy Otero

Grândola RMX
Vídeo-instalação .:. João Meirinhos