Festival Politica

Braga recebe Festival Política para debater a Europa

 

O Festival Política chega pela primeira vez à capital minhota durante os dias 9, 10 e 11 de maio, no gnration. Todas as atividades são de entrada gratuita. Após três edições em Lisboa, o evento, que este ano é dedicado à Europa, conta com uma edição em Braga. O início do Festival Política coincide com o Dia da Europa, no qual às 15h, o comissário europeu Carlos Moedas, terá uma conversa com os cidadãos sobre o projeto europeu e as ameaças que enfrenta.

Criado em 2017, o Festival Política tem como objetivo envolver a sociedade civil e fomentar o debate em torno da política através de debates, performances, concertos, filmes, workshops e atividades para famílias. Em ano de eleições europeias, o festival procura chegar a um maior número de participantes, promovendo uma maior consciência política e social, sobretudo nas gerações mais novas.

A programação deste ano está já disponível em www.festivalpolitica.pt. Entre as 19 atividades programadas para Braga destacam-se:

Num espectáculo-lição de História, o humorista Hugo van der Ding promete fazer uma viagem pelos preconceitos europeus e sobre as várias personagens que ajudaram a escrever a História do continente (10 de maio, 22h15). A humorista Cátia Domingues irá também dinamizar um workshop sobre como o humor ajuda a combater a discriminação e o discurso de ódio (9 de maio, 18h30).

Inauguração da instalação “Free Entrance”, na Avenida Central, junto ao monumento ao João Paulo II. Trata-se de uma obra de Pedro Pires que constituiu uma metáfora sobre a ideia de Europa fortaleza (9 de maio, 16h30).

A exibição do filme “The Trial: The state of Russia vs Oleg Sentsov”, sobre o opositor declarado da anexação da Crimeia pela Rússia, Oleg Sentsov, entretanto preso na Sibéria e que foi premiado com o Prémio Sakharov atribuído pelo Parlamento Europeu (9 de maio, 17h).

Um speed dating, cara-a-cara com representantes dos grupos parlamentares com assento na Assembleia da República. Durante cinco minutos cada cidadão poderá apresentar, individualmente, uma queixa, proposta ou sugestão a um deputado (10 de maio, 17h30).

A bracarense Sofia Saldanha apresenta “No escuro e à escuta” (11 de maio, 18h30). Trata-se de um documentário sonoro sobre a censura e a propaganda em Portugal durante os anos da ditadura. Nesse mesmo dia às 21h30, Rogério Nuno Costa, ator e encenador que também tem desenvolvido o seu trabalho na região, apresenta “Terceira Via”, uma conferência-performance que ficcionaliza um partido político, um guru espiritual e uma ideia mais ou menos espetacular de comício, para falar de uma terra prometida.

Rui Oliveira Marques, cofundador do projeto, afirma que “a cidade de Braga tem se afirmado cada vez mais e revelado uma população com grande interesse político, incluindo as gerações mais novas. Faz assim sentido o Festival crescer para o norte do país nesta cidade para combater as elevadas taxas de abstenção que nas últimas eleições europeias atingiram 66,2 por cento em Portugal”. “O Festival Política vai ser uma montra e um laboratório do poder da cidadania na reformulação da identidade europeia, contribuindo para tornar inteligível o próximo caminho da UE num mundo inegavelmente multicultural e interdependente”, completa Bárbara Rosa, cofundadora do festival.

O spot de promoção do festival, exibido na RTP e nas redes sociais, está disponível aqui. A programação do festival é da responsabilidade da Associação Isonomia, com produção da Produtores Associados. Em Braga o evento conta com o apoio da Câmara Municipal de Braga, gnration, Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade, Instituto Português do Desporto e Juventude, Comissão Nacional de Eleições, Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal, Representação da Comissão Europeia em Portugal e Rádio Universitária do Minho.

Festival política 2020 © All rights reserved.