Festival Politica

Programação 15 de Outubro – quinta-feira

O Festival Política regressa a Braga com uma programação de três dias com debates, filmes, performances, música, humor, uma visita guiada e workshop tendo o Ambiente como tema central.

Com as alterações climáticas no centro das reivindicações dos mais jovens e com os poderes públicos e económicos cada vez mais pressionados para mudarem as suas políticas em prol de um desenvolvimento mais sustentável, o festival dará especial atenção ao papel dos cidadãos como agente transformador, sem ignorar o impacto que a pandemia da covid-19 está a ter em todo o mundo. Em 2020 o festival tem pela primeira vez a figura do país-foco, que será o Brasil, e que estará em destaque em vários momentos da programação.

Todas as atividades, salvo indicação contrária no programa, decorrem no Centro de Juventude de Braga (rua de Santa Margarida/Pousada da Juventude). Entrada gratuita. Todos os filmes estão legendados em português. Várias atividades com tradução para língua gestual portuguesa. Lugares marcados. A pedido da Direção Geral de Saúde, recolhemos o nome e contacto telefónico do público do Festival. Apenas será contactado em caso de questões de segurança. Estes dados não terão qualquer outro uso.

16h

Sustentabilidade no pós-covid – conversa online

A pandemia da covid-19 constitui uma oportunidade para integrar a sustentabilidade e as questões ambientais nas políticas públicas? É possível combater em simultâneo o novo coronavírus e o aquecimento climático? Como serão as cidades no cenário pós-covid? Estas são algumas das questões a abordar numa conversa com Arnau Queralt i Bassa, chairman da European Network of Environment and Sustainable Development Advisory Councils (EEAC) e diretor do Consell Assessor per al Desenvolupament Sostenible da Catalunha. Onde: Facebook do Festival Política.

17h30

O Brasil não é para Amadores – conversa online

Uma conversa de dois brasileiros especialistas em comunicação sobre o Brasil que Portugal não conhece. A partir dos temas dos livros do jornalista Pedro Dória, vamos ficar a saber mais sobre o nascimento do Rio de Janeiro, a Inconfidência Mineira e a versão brasileira do fascismo. Com Pedro Dória e Edson Athayde. Pedro Dória é um premiado jornalista brasileiro e autor já com 7 livros publicados, vários deles sobre momentos importantes da história do Brasil. Trabalhou na TV Globo, em O Dia, nos sites NO. e NoMínimo e no Estado de S. Paulo. No Globo, foi também editor-executivo. Recebeu o Prêmio Caixa de Reportagem Social, o Bobs, da rede alemã Deutsche Welle, e o Best Blogs Brazil na categoria política. Edson Athayde é publicitário há 35 anos, tendo trabalhado em Portugal, Espanha e Brasil. Em 2014 assumiu a liderança da FCB Lisboa como CEO e diretor criativo. Já ganhou mais de 900 prémios em festivais nacionais e internacionais, tais como Clio, New York Festival, Epica, Eurobest, One Show, além de 8 leões em Cannes. Escreve crónicas regularmente para diversas publicações e editou até agora 12 livros. Onde: Facebook e YouTube do Festival Política.


18h30

Grande Prémio Ambiente CineEco

“Injustiça” / Grit, de Cynthia Wade & Sasha Friedlander, 80’ – EUA/Indonésia/Dinamarca

Quando Dian tinha seis anos de idade, ouviu um estrondo profundo e virou-se para ver um tsunami de lama que vinha em direção à sua aldeia. Os vizinhos correram para salvar as suas vidas. Dezesseis aldeias, incluindo a de Dian, foram varridas para sempre, enterradas sob 18 metros de lama. Ao fim de uma década, 60 mil pessoas tinham sido deslocadas daquela que antes era uma área industrial e residencial em Java Oriental. Dezenas de fábricas, escolas e mesquitas estão completamente submersas sob uma paisagem lunar de lodo e areia. A causa? A Lapindo, uma empresa indonésia que explora gás natural. Parceria: Festival CineEco. Bilhete gratuito aqui.

21h30

“Eu levo na tote, e você?” – espetáculo teatro

O espaço está vivo, o ar repleto de totes, onde levamos a vontade? Na tote. Esta conferência-performance ecológica procura perceber o porquê do plástico no nosso quotidiano. O que é o plástico? Algo de plástico é mau? E se é, porque envolvemos quase tudo nele. Porque deixamos a tutela da nossa comida, dos nossos objetos pessoais e até roupas com ele? Há algum ponto de contacto entre este fenómeno e outros problemas sociais? Mas mais do que trazer o plástico à discussão queremos fazer uma conferência séria sobre este flagelo presente na nossa sociedade. Pretendemos proporcionar uma experiência visual e sonora, agradável aos olhos, mas com a consciência alerta para tantos pequenos gestos que podem alterar – mesmo que em pequena escala – o mundo. Bilhete gratuito aqui.

Coletivo Jângal. Criação, encenação e interpretação: David Almeida, Diogo Sottomayor, Inês Costa, Jonas Rocha e Sara Marques; apoio dramatúrgico: Rogério Nuno Costa; vídeo: Jonas Rocha; figurinos: Inês Costa; produção: David Almeida; espaço cénico: Miguel Valido. 

TODOS OS DIAS

“Invasion”, de Roni Sousa – vídeo-performance
Nesta trabalho mistura-se escultura, atividade performática e videoarte. Em quatro blocos de betão celular, instalados sobre uma mesa dentro de uma sala vazia, são projetadas múltiplas telas do performer esculpindo, imagens simultâneas e coreografadas, que buscam investigar os processos humanos de qualidades invasivas sobre a natureza, sobre as imagens, sobre a arte e sobre os sons. No primeiro andar do Centro de Juventude.

“Plastikós”, de Roni Sousa – vídeo-performance
Reflexão sobre as relações do homem com o meio ambiente, através do “plástico” – termo de origem grega, “πλαστικός” (plastikós), que exprime a característica dos materiais quanto à moldabilidade (mudança de forma física) – questionando se somos nós quem o molda ou se é ele quem nos transforma. No primeiro andar do Centro de Juventude.


CONCEITO FESTIVAL POLÍTICA: Associação Isonomia

PRODUÇÃO: Produtores Associados

PARCEIROS INSTITUCIONAIS: Câmara Municipal de Braga, InvestBraga, Centro de Juventude de Braga, Instituto Português da Juventude e Desporto, CineEco – Câmara Municipal de Seia, Secretaria de Estado da Cidadania e Igualdade, Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal.

APOIOS: Generalitat de Catalunya – Delegação de Portugal, Junta de Freguesia de São Victor, Agere, Associação Bairro d’Alegria “O nosso Bairro somos Nós”, Associação UAI – União, Apoio e Integração, Segunda Segunda, Escola Profissional Profitecla, FCB Lisboa, Bro, Horto do Campo Grande.

MEDIA PARTNER: RTP

Festival política 2020 © All rights reserved.