Festival Politica

Programação Braga – 2 de maio

O Festival Política está de regresso ao Centro de Juventude de Braga, de 2 a 4 de maio, tendo a Intervenção como tema central. Todos os espetáculos e debates têm interpretação para língua gestual portuguesa e todos os filmes, incluindo os falados em português, estão legendados em português. Entrada gratuita. Fica a conhecer a programação de 2 de maio (quinta-feira). Programa completo aqui (PDF).


17h30 – performance
“Lost”– Itália
Auditório
Pensar sobre a História é pensar connosco próprios. Um olho vira-se para o mundo exterior, o outro observa as profundezas do interior. Esse, esse é o Olho Negro. Num ciclo interminável de interior e exterior, de ser, não ser, tornar-se, sobreviver, os intérpretes movem-se através do espaço deste espetáculo. Seguem caminhos definidos e, pouco a pouco, perdem-se na procura da Memória, enquanto esta se desenrola, inexoravelmente. Autores e performers: Ginevra Balestrini, Alessandro Battaglia, Jonas Gabriel Beretta, Francesco Calamia, Aya Chibate, Elisa D’Angelo, Sofia D’Angelo, Simone Frisenda, Filippo Sciolette; mentora: Francesca Assi; supervisão artística: Alessandra Anzaghi; produção: delleAli Teatro. Esta performance integra o RESISTANCE! – Youth Festival of Modern European History. Reserva aqui bilhetes.

18h – conversa
Precisamos de maior participação política e cívica? – Beers&Politics com António Fernando Tavares
Sala de convívio (1.º andar)
Os portugueses estão resignados ou há sinais de que os cidadãos estão mais interessados na vida pública e política? Nos 50 anos do 25 de Abril estas serão algumas das questões de uma conversa descontraída com António Fernando Tavares, na estreia do formato Beers&Politics em Braga. António Fernando Tavares é doutorado em Administração Pública pela Florida State University (EUA), professor associado com agregação e diretor do Departamento de Ciência Política na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho. É também adjunct associate professor na United Nations University – Operating Unit on Policy-Driven Electronic Governance (UNU-EGOV) em Guimarães. É autor das obras “Administração Pública Portuguesa” (FFMS, 2019) e “Governo Local e Administração Autárquica” (Sílabo, 2022). É senior field editor do Journal of Public Policy (Cambridge). As suas áreas de interesse na investigação centram-se na cooperação intermunicipal e fusões de governos locais; na participação política e cívica; e na prestação de bens e serviços públicos locais. Com interpretação para Língua Gestual Portuguesa (LGP) mediante solicitação através do e-mail participa.politica@gmail.com.

19h – cinema
“A sala de professores” de lker Çatak, 98’ (Alemanha)
Auditório
Carla Nowak, uma jovem professora de Educação Física e de Matemática do ensino secundário, apresenta-se para a sua primeira aula numa nova escola. O que mais diferencia Carla dos seus novos colegas é o seu idealismo. Mas uma série de furtos por resolver azeda o ambiente entre o pessoal docente. Quando um estudante turco é acusado e chamado de forma humilhante ao diretor, Carla decide investigar. Com a ajuda de uma câmara oculta e para surpresa de todos, expõe o ladrão: a discreta secretária do pessoal, Friederike Kuhn. Estreado no Festival de Cinema de Berlim, nomeado para o Óscar de melhor filme internacional e considerado um dos cinco melhores filmes internacionais de 2023 pelo National Board of Review, “A sala de professores” foi o vencedor dos Prémios Lux. Filme exibido em parceria com o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa. Reserva aqui bilhetes.

21h30 – performance
“Notícias de última hora” – Portugal
Auditório
O que é documental ou ficção? O que mudou com o 25 de abril? Neste espetáculo mediático o público é convidado a debater que direitos fundamentais prometidos pela democracia estão ainda por cumprir. Autores e performers: Diana Silva, Filipa Cardoso, Jael Cohen; mentores: Nuno Preto e Andreia Martins; vídeo: Susana Lage, Diana Silva, Filipa Cardoso e Jael Cohen; produção: Teatro Circo de Braga EM, S.A.. Esta performance integra o RESISTANCE! – Youth Festival of Modern European History. Reserva aqui bilhetes.

Exposições no Centro de Juventude

História LGBT+ em Portugal

Um panorama histórico da comunidade LGBT+ em Portugal: os desafios que enfrentou ao longo dos anos e os marcos mais importantes na sua luta contínua pela conquista de direitos. Curadoria: Clube Rainbow

Afinal quantas pessoas se abstêm em Portugal?

Os números oficiais da abstenção apontam sistematicamente para a baixa participação dos portugueses nas eleições. Mas serão estes números um bom retrato da realidade? “Afinal, quantas pessoas se abstêm em Portugal?” baseia-se no estudo preparado por João Cancela, José Santana Pereira e João Bernardo Narciso para a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), em que se avalia a magnitude e as causas da abstenção técnica no país, formulando propostas concretas para lidar com este fenómeno.

Polarização afetiva: causas e implicações para o sistema democrático

O conceito de polarização afetiva começou a ser estudado nos Estados Unidos há mais de uma década. A exposição baseia-se em vários papers científicos que têm vindo a ser publicados sobre o fenómeno em vários países, Portugal inclusive, mostrando-se as causas e as implicações que a polarização afetiva tem para o funcionamento dos regimes democráticos. Uma perspetiva de Filipe Pacheco.

Bilhetes: Entrada gratuita. Para as atividades no auditório é necessário reservar lugar na plataforma Eventbrite ou na bilheteira do Centro de Juventude (253 148 682). Atividades para maiores de 12 anos, salvo indicação em contrário.

Conceito Festival Política: Associação Isonomia

Apoios: Câmara Municipal de Braga, InvestBraga, Centro de Juventude de Braga, Instituto Português do Desporto e Juventude, Comissão Nacional de Eleições, Parlamento Europeu – Gabinete em Portugal

Produção: Produtores Associados

Parcerias de programação: RESISTANCE! – Youth Festival of Modern European History, A música portuguesa a gostar dela própria, Plataforma do Pandemónio, Fundação Francisco Manuel dos Santos, Clube Rainbow, Rizoma, Beers&Politics.

Media partners: RTP e Antena 1

Apoio à comunicação e divulgação: Rádio Universitária do Minho, FCB Lisboa, Show Off, Comissão Comemorativa 50 Anos 25 Abril, esqrever, dezanove, ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal