Festival Politica

Para pensar sobre o que o ser humano faz ao planeta

No conceito do ser humano as fronteiras existem. Se analisarmos o mundo de perto, as balizas estão lá, aquelas linhas delimitadas num mapa desenhado ou num mapa mental, construído pelo Homem. As diferenças estão lá, sociais, de religião, de género, de país, cidade, freguesia ou bairro, de casa, quarto, computador, telemóvel… Diferenças que orgulhosamente se invocam entre se ser animal racional ou irracional.

Se nos afastarmos até ao local onde as estrelas viajam, onde o ar é puro, onde o ser humano não pode viver, se virmos a Terra através do olhar do universo, as fronteiras desaparecem, as linhas esfumam-se e as diferenças evaporam-se. O mundo visto de cima é uma pequena bola onde todos coexistimos, a terra, o mar, o ar, os animais, o (Ser) Humano.

Poluição, incêndio, explosão, radiação, petróleo, óleo, químico, tóxico, resíduo, derramamento, contaminação, inalação, cegueira, defeito congénito, anomalia genética, devastação, desastre, falência, morte, extinção.

Se observarmos atentamente, estas são algumas das palavras que ganham força negativa quando pensamos na pegada do ser humano ao longo dos últimos 80 anos. Palavras que existem desta forma e com esta robustez porque nós existimos. Palavras que são atos, incoerentemente pertencentes ao animal racional que é o Ser Humano.

Data: 16 de Outubro, às 21h30. Bilhetes aqui – bilhete conjunto para a performance e para Beatriz Gosta.

Ficha técnica:

Elenco: Dalila Lourenço e Vânia Silva; Dramaturgia: Vânia Silva; Encenação: Vânia Silva; Assistência de Encenação: Marta Pinto e Dalila Lourenço; Técnico de Som: Marta Pinto; Técnico de Luz: Sofia Ferreira; Direção de arte, fotografia, edição e montagem audiovisual: Sofia Ferreira; Fotografia: Marta Pinto; Figurino: R. M. Cruz; Produção: Academia de Teatro Tin.Bra

Em Braga, a Academia de Teatro Tin.Bra (ATT) desenvolve há cerca de 30 anos um trabalho, diário e ininterrupto, ao serviço do teatro e da cultura. Aposta na formação de cidadania através das oficinas de teatro e afirma-se na região como entidade promotora de espetáculos escolares, leituras encenadas, performances de rua temáticas, espetáculos de intervenção/consciencialização para público em geral. A ATT tem estabelecido com outras entidades culturais do concelho diversos protocolos de colaboração e cooperação, destacando a CM de Braga, CM Vila Verde, os Agrupamentos de escolas, diversas juntas de freguesia, Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, Conservatório de Música, o Hospital de Braga, INATEL, IPDJ, CIM do Cávado, Casa do Professor, PASEC, FAJUB, entre outros.

A Academia de Teatro Tin.Bra é uma das vencedoras do concurso de Bolsas para Artistas, Criadores e Ativistas, promovido pela associação Isonomia e pelo IPDJ.


Festival política 2020 © All rights reserved.